Amaury garante que políticos podem ser honestos

Amaury Dias Pereira, mora ha mais de 30 anos em Ribeirão Pires e cresceu ouvindo as pessoas falarem que todo político é corrupto. Essa frase nunca foi ouvida de maneira positiva por ele. Hoje, já experiente e formado em Direito, ele afirma que honestidade não está ligada ao cargo, mas sim a conduta da pessoa.

Candidato acredita que sua experiência pode contribuir para a cidade

Amaury é conhecido na cidade por seus trabalhos como professor das disciplinas Administração Jurídica Ética e Cidadania Organizacional na ETEC, pelo período que foi coordenador do curso de Administração dentro da mesma instituição, pelos 12 anos que trabalhou no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC e pelo seu atual cargo de advogado do Sindicato dos Rodoviários do ABC.

Foi no Consorcio e no Sindicato que ele teve chegou a ter sua honestidade colocada em cheque. “Meu pai me dizia que nesses ramos existem muitas ações ilegais e que eu me corromperia, depois de anos de trabalho posso assegurar que nunca tomei uma atitude desonesta”, explicou.

É por conta de sua postura de trabalho que foi convidado para ser candidato nas eleições de 2008, mas não aceitou, pois preferiu amadurecer a idéia. Este ano, foi novamente procurado e decidiu aceitar exatamente para provar que é possível ser um político sem falcatruas. “Sempre estive ligado com política e ver que as pessoas insistiam para que eu me candidatasse, me fez acreditar que eu era, de fato, forte”, argumentou.

Ao ser questionado do porque de querer ser vereador, o mesmo afirmou: “Tenho propostas e ao contrário de muitos, preparei-me para estar aqui. Fui atrás de estudos, de conhecimentos e graças a Deus, com muito trabalho e dedicação consegui a minha estabilidade profissional, tanto como advogado como professor” e ainda completou: “Agora sinto que é hora de compartilhar este conhecimento adquirido em prol da nossa cidade e com certeza possuo plenas condições de trabalhar pela educação e pelo efetivo desenvolvimento de nossa cidade, fiscalizando o executivo, o destino de nossos tributos e votando por projetos que realmente beneficiem a população como um todo”.

Atual candidato do PR, ele foca em duas propostas principais para a cidade. Uma delas é proibir que motoristas de ônibus dirijam e sejam cobradores, pois isso gera mais empregos, além da atual situação ser acumulo de funções e perigosa, pois distrai a atenção da direção. A outra questão que pretende brigar é por passe livre para estudantes a nível técnico e universitário. “Quando estava na coordenação da ETEC vi muito aluno desistir de estudar por falta de dinheiro, mesmo a escola sendo gratuita. A pessoa não tem dinheiro para o ônibus, é uma realidade muito triste”, encerrou.

 

 

 

Compartilhe