Alvo de reclamações, prédio de serviços da Antiga Rodoviária vai ao chão

Após a demolição da cobertura da antiga rodoviária, os moradores do Centro estão sendo obrigados a conviver com um grande problema: a presença de pessoas indesejadas no prédio onde antigamente estava localizado os banheiros e algumas lojas que serviam ao equipamento público.

 

Local se tornou freqüentado por moradores de rua e usuários de drogas

Abandonado, o local logo foi arrombado e passou a abrigar moradores de rua, que estabeleceram moradia e usuários de drogas, que tem feito uso do local para suas atividades. Uma leitora, que se identificou apenas como Inês, relatou que “além do mau cheiro, alguns deles incomodam os pedestres que, assustados, tem evitado transitar pelo local”.

De fato, em visita ao local, na última terça, era notável a sujeira e o forte odor de urina e fezes, sem contar a sensação de abandono. Além disso, uma moradora de rua, claramente fora de suas condições normais assustou um grupo de senhoras que ia em direção a um supermercado da região.

Questionada, a Prefeitura informou em nota que mantém apoio, acompanhamento especializado e oferece oportunidades de aprendizado na Casa de Acolhida, em Ouro Fino Paulista, que tem uma equipe para convidar as pessoas em situação de rua a fazer uso do serviço, que oferece atividades culturais e esportivas, além de acompanhamento psicológico, social e enfermeiros. Além disso, também informou que “a Guarda Civil Municipal intensificou as rondas na região, inclusive no entorno da área em questão” para coibir eventuais ações irregulares.

Futuro do local – Ontem, foi iniciada a demolição do prédio que originou as reclamações. Segundo fontes consultadas pelo Mais Notícias, o local receberá as obras do Habib’s, franquia de fast-food que está chegando a cidade. A construção deve ser iniciada nos próximos dias.

Compartilhe