Além do Mais…

Embaraço I

O que era para ser um singelo convite de cortesia, quase acabou mal. O vereador Saulo Benevides, prestes a filiar-se ao PMDB, convidou as lideranças políticas da cidade para a cerimônia de sua filiação. Entretanto, uma delas, Cezar de Carvalho, presidente do PSDB, não gostou de ter recebido, junto ao convite, uma ficha de filiação ao partido do amigo.

Embaraço II

Cezar de Carvalho deixou sua posição bem clara no Facebook, popular rede social da internet, classificando a atitude como “molecagem” com direito a caixa alta e tudo o mais. Tinha tudo para virar um mal-estar virtual (ou real), mas, pelo visto, acabou bem. Benevides se desculpou e Carvalho aceitou, mas com uma ressalvas: pediu mais juizo ao prefeiturável.

Levantando a lebre I

Na sessão da Câmara de Ribeirão Pires do último dia 20, um cidadão ocupou a tribuna para uso da palavra livre e posicionou-se contra a ideia do prefeito Volpi de fazer um mercadão no espaço da Antiga Rodoviária. A fala do munícipe deveria encerrar a sessão, porém ao contrário, provocou reações do vereador Vicentinho, vereador Banha, vereador Gerson e do líder do prefeito, vereador Antônio Muraki.

Levantando a lebre II

A imprensa local e regional, que cobriam a sessão, deram destaque a fala dos vereadores, porém nenhum citou que o início da discussão que continuou na sessão seguinte, dia 27, foi provocada pelo munícipe que “levantou a lebre”. O tal munícipe, que por acaso é editor do Mais Notícias, diz não se importar em “receber os louros”, porém questiona a fidelidade da informação prestada aos leitores dos referidos órgãos de imprensa.

Cadê?

O vereador Gerson Constantino, furioso com a falta de preocupação da Prefeitura com relação a uma campanha educativa no trânsito aguardou ansiosamente a presença do secretário de Trânsito de Ribeirão Pires que daria explicações aos vereadores durante a última sessão da Câmara, nesta semana. O anseio permanece já que o secretário não compareceu na reunião e não deu explicações.

Ufa!

Os vereadores fujões (Gerson Constantino, Koiti da Marutaka, ambos ex-PV e José Nelson, ex-PPS), agora podem respirar tranquilos já que o TSE liberou a oficialização do PSD de Gilberto Kassab. Até a noite desta terça-feira, os vereadores estavam preocupados com o destino de suas vidas caso o tribunal desse parecer desfavorável quanto a criação do novo partido. Agora é respirar fundo e partir para o abraço.

Compartilhe