Além do Mais…

Falta cacife

O tempo passa e, ao que parece, as previsões deste colunista estão se confirmando. Vejam vocês que a bola de Ednaldo de Menezes, que parecia cheia, está começando a esvaziar. Não é segredo que uma campanha para vereador pode ser feita com um partido na mão, alguns aliados, um jornal no bolso e, quando necessário, a ajuda de um repórter do além. Mas, para assumir a braçadeira de capitão e assumir o cargo de prefeito, é preciso aquele “algo mais” que falta ao atual vice.

Reencontro Marcado

A debandada dos verdes, que teve em seu mais recente capítulo a saída de Zé Nélson do PPS, parece um claro sinal de que a barca governista que ruma ao Paço 2012 estaria fazendo água. Entretanto, há um velho ditado que diz: “o rio corre para o mar e o mar é muito grande”. Isso posto, este colunista que, há muito, vem acompanhando o desenrolar do jogo político, aposta que “no Dia D” todos se juntarão em prol de uma causa comum: derrotar o PT – ainda que sem aqueles que ficarão presos nas curvas daquele rio…

Tomada de posição

O vereador Vicentinho (PR), presidente da Comissão de finanças e orçamento, há tempos tem reclamado dos constantes projetos enviados pelo Executivo em regime de urgência. Na última sessão legislativa, o edil usou a tribuna e expôs publicamente seu desagrado com o método do prefeito, alegando que isso não permite à casa fazer uma análise adequada do texto. Ao reportar tal fato, jornais, fazendo uso ácido do sensacionalismo, falaram em “rebelião”. Vicentinho, por sua vez, chamou o ato de “tomada de posição”.

Apoio bem-vindo

No seu desabafo, o vereador alegou que muitas vezes, o assunto exige um maior estudo e acaba indo a plenário sem a devida avaliação. Após sua fala, o vereador recebeu apoio do presidente da casa, que se solidarizou com o colega e pediu ao líder do governo na casa, o vereador Antônio Muraki, para que tomasse as devidas providências. É importante lembrar: a pressa é inimiga da perfeição. E da boa gestão.

Libertas quae sera tamen

Uma das grandes polêmicas acerca do último congresso do PT foi quanto a regulação sugerida pela legenda para a liberdade de imprensa, encaradas por muitos como uma espécie de censura. Segundo a ex-prefeita Maria Inês, é apenas uma questão de responsabilidade, uma sugestão de normas para organizar o que é veiculado nas mídias de forma a garantir que o conteúdo seja confiável. Como toda democracia precisa de leis e tem muita gente por aí que acha que a “verdade oficial” é absoluta, é algo mais que válido…

Jogo das Letrinhas

Redes sociais são muito utilizadas pelos internautas de Ribeirão Pires e do Mundo. Pena que muitas vezes, as pessoas finjam desconhecer a tal da confidencialidade e acabam por tornar públicas conversas internas e pensamentos de suas empresas, comportamento esse que gerou até mesmo exonerações, como ocorreu recentemente no Senado. Aliás, dizem que isso aconteceu por conta da inexperiência de alguns estagiários, que envolveram até mesmo profissionais tarimbados. Por isso, o MN avisa a VC: cuidado com o que TC por aí…

Compartilhe