Além do Mais…

Ausência notada

Na segunda feira, dia 15, o secretário da SEJEL, Guto Volpi, reuniu para um almoço na sede da sua Secretaria, todos os que participaram e colaboraram para o sucesso da 7ª edição do Festival do Chocolate. O evento contou com todos os integrantes do primeiro escalão do governo Volpi, vereadores e outros colaboradores. Notou-se, porém, a ausência do vice-prefeito Dedé.

Fica a pergunta: Não foi porque não foi convidado, ou porque não colaborou e sentiu-se desconvidado?

Essas pesquisas…

Pipocou essa semana uma nova pesquisa na cidade. Diz-se que encomendada pelo deputado petista Donisete Braga. Segundo informações, Saulo Benevides e Dedé tiveram queda significativa; Nonô Nardelli permanece abaixo dos cinco pontos e Maria Inês continua estável na liderança, embora com uma rejeição de 46%. A novidade é o vereador Banha, que apareceria com 10 pontos. Estaria Donisete tentando emplacar Banha?

Animado

Se o deputado estadual está realmente com essa intenção, pode ir sem medo, pois o vereador Banha está animado em compor a lista de pré-candidatos ao Paço em 2012. A fala é a mesma de todos os políticos que tem esse desejo. “Só saio candidato se for consenso do grupo”. Mas o sorriso e o brilho no olhar com a ideia, mostra que será feito o possível para que a população tenha mais uma opção para escolher na próxima eleição.

Relação partidária

E como se sentiria o PT com esse apoio à um candidato de outro partido, quando sua sigla já possui pré-candidato, a ex-prefeita Maria Inês Soares? O deputado Donisete Braga não vê problema algum. “Sou partidário, nunca estabeleci relação que não fosse partidária. Banha ajudou muito na minha campanha e todo mundo tem considerado que ele é instrumento fundamental nas eleições”, disse à este colunista.

Mais um

Mas não é só Banha que pode vir a disputar o Paço de Ribeirão Pires. O líder do governo na Câmara e presidente municipal do PTB, Antonio Muraki, foi escolhido pela estadual do partido como pré-candidato na eleição do ano que vem. Nesta quinta-feira, inclusive, a cúpula regional da sigla estará no gabinete do prefeito Clóvis Volpi para informar oficialmente a decisão.

Saídas

O clima na última sessão da Câmara era de emoção. O vereador Saulo Benevides usou a tribuna para comunicar que já se desligou do Partido Verde, sob alegação de perseguição política, e que seu destino agora é o PMDB. Em breve, outra saída deve ser anunciada na Casa. Koiti Takaki, também do PV, está com tudo pronto para deixar a sigla, com a mesma justificativa, e começar uma vida nova no recém-criado PSD.

Compartilhe