Além do Mais…

Medindo forças

O embate do vereador Saulo Benevides com o prefeito Clóvis Volpi rende cada dia mais um capítulo. Segundo o parlamentar, seus aliados são chamados no gabinete do Chefe do Executivo para conversar sobre as eleições, sondados sobre possível migração para partido que está na base de sustentação. Em outras palavras, estaria acontecendo uma medição de forças para ver quem pode mais.

O outro lado

Segundo um jornal da região, um dos responsáveis pela interlocução é o vice-presidente do PR e assessor de confiança de Volpi, Cláudio Deberaldine. Ele se defendeu das acusações. “Sou do governo e é para este grupo que trabalho. Já atendi diversas pessoas como vice-presidente de partido. Não entendo este desespero todo só porque consegui convencer alguns”. Até 2012, esse embate promete render muito mais.

Estremecido

E os representantes do PV na Câmara de Ribeirão Pires estão em unanimidade estremecidos com a sigla. Gerson Constantino, presidente da Casa, assim como Saulo Benevides e Koiti Takaki, está se sentindo sem espaço na legenda. O ponto alto foi não ter sido chamado para a filiação da secretária de Educação, Rosi de Marco, na última semana, que contou com a presença da deputada estadual, Regina Gonçalves.

Mais flexível

Mas Constantino parece ser mais flexível que os colegas, que já estão de malas prontas para deixar o PV. Embora no ápice da raiva tenha dito que recebeu convites do PMDB e do PSD e que começaria a pensar seriamente no caso de migrar de sigla, após uma conversa com o presidente municipal do partido, a situação ficou mais amena e ele disse que cumprirá com sua palavra quando iniciou o mandato: “Disse ao prefeito que seria parceiro dele na Câmara. É uma questão de grupo”.

Corrup Tur

Semana passada, nesta mesma coluna, falamos da infecto corrupção que grassa nas esferas federais e vem sendo tratada com remédio de gripe. Dissemos, na ocasião, que diante da ocorrência de um grande escândalo, um escândalo ainda maior nos faz esquecer o anterior. Pois é, ainda nem digerimos a falcatrua dos transportes e eis que somos surpreendidos por uma ação da Polícia Federal prendendo 35 pessoas, incluindo altos funcionários do Ministério do Turismo.

Bola da vez

O Azulzinho, braço impresso do reizinho e família, não tem poupado espaço visando indispor o verde Gerson Constantino com o grupo do prefeito. Comentou-se nessa seção, tempos atrás, que a bola da vez poderia ser o Nonô Nardelli, que vem despontando como favorito do grupo para disputar as eleições, porém, pelo visto, o reizinho e seu mentor resolveram poupar o supersecretário. Medo, respeito, ou os dois?

Compartilhe