Além do Mais…

Já vestiu a camisa

O vereador de Ribeirão Pires, Saulo Benevides (PV), ainda não está filiado ao PMDB, mas o comportamento é como se já estivesse. Durante o evento de degustação do Festival do Chocolate no último dia 20, ele desfilava com um botton do Partido do Movimento Democrático Brasileiro. O parlamentar já vestiu a camisa da sigla, ou melhor, já fixou o botton.

Mais migração

De olho nas eleições de 2012, são várias as pessoas que estão mudando de partido visando um lugar de maior destaque. O mais novo anúncio é da secretária de Educação de Ribeirão Pires, Rosi Ribeiro de Marco, filiada ao PR. Segundo informações, ela assinará sua ficha de filiação ao PV nesta semana. O fato é tratado como forte indício de que ela seja escolhida para compor a chapa majoritária em 2012 com apoio da administração.

Convite

Durante a degustação do Festival do Chocolate, rodinhas políticas se formavam. Em uma delas, o prefeito Clóvis Volpi (PV) profetizou que Felipe Mendes, responsável pela Juventude do PSDB em Ribeirão Pires, será o primeiro prefeito negro da cidade. Para retribuir o carinho, o jovem convidou o verde para retornar ao ninho tucano. A resposta? Um sorriso maroto. O que será que isso quis dizer?

Amigos, amigos, negócios à parte

Na semana passada, um encontro mexeu com os bastidores políticos de Ribeirão Pires: o do situacionista Edinaldo de Menezes, o Dedé (PPS), vice-prefeito, com o oposicionista vereador Saulo Benevides (PV). Um dos assuntos tratados foi ela: a sucessão municipal.

Nos bastidores comenta-se que o encontro não foi bem visto pelos caciques dos partidos aliados. Mas é como diz a frase: “amigos, amigos, negócios à parte”.

Fraude

O PSD, partido criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, mal nasceu e já enfrenta problemas. Segundo reportagem do jornal “Folha de São Paulo”, listas de apoio em São Paulo e no Rio de Janeiro à criação da sigla foram preenchidas com assinaturas falsificadas. Kassab e seus aliados precisam apresentar cerca de 490 mil assinaturas até setembro deste ano, para que a nova legenda tenha condições de participar das eleições municipais do ano que vem.

Outra opção

A situação da recém criada legenda colocou muitos políticos que pretendem compor a sigla em alerta. Na cidade de Ribeirão Pires, o vereador Koiti Takaki (PV), já havia decidido migrar para o partido de Kassab. Com esse imbróglio das listas de apoio, é melhor ter uma segunda opção.

Compartilhe