Além do Mais – 17/10/2013

Virou moda

Há três semanas, em votação nominal um vereador, no auge da empolgação, declarou que “era favorável com louvor” à lei então em votação. Pode ter sido só uma brincadeira, mas os nobres pares gostaram da ideia. Desde então, todos os vereadores adotaram a frase e, a cada “aprovado com louvor” que é declarado, os nobres edis literalmente caem na gargalhada. A exceção, como não poderia deixar de ser, é o autor da expressão até porque ele se sente o alvo da piada. E, como se diz, o alvo da piada nunca acha graça alguma…

A estrela em debate

Apesar de já haver um consenso em torno do nome de Zé Ceará para presidente municipal, o PT ainda verá disputas pelas diversas diretorias da legenda. Hoje, o partido conta com ao menos cinco grupos que, por sua vez, podem apresentar suas chapas. De forma democrática, serão realizados dois debates, um logo mais, as 19h, na Sociedade Amigos de Bairro do Jardim Caçula, o maior reduto eleitoral do partido na cidade, e outro no próximo dia 26, às 15h, na Câmara Municipal.

O debate da estrela

Entretanto, o consenso em nome do novo presidente, ao que parece, não significaria um ponto final na discussão. Longe disso. Segundo informações de bastidores, um dos grupos, alegando não ter sido chamado para a conversa, estaria disposto a lançar um candidato à presidência, o que poderia “implodir” o dito-cujo. Entre os grupos, há quem prefira que seja assim já que, apesar do desgaste, uma disputa sadia seria um bom marketing para o partido já visando 2016. É esperar para ver.

O futuro já chegou

Falando em 2016, as discussões de bastidores prosseguem entre os que não têm pretensões políticas para o ano que vem. Um dos nomes que tem sido alvo de diversos flertes e já foi citado neste espaço é o da presidente do Conseg, Carla Soares, que está sem partido. Além dela, o Professor Amaury (PR), que obteve expressiva votação em 2012, também está na alça de mira de diversas legendas. Tudo isso é parte de um delicado jogo de xadrez que deverá se intensificar a partir de outubro do ano que vem, com os resultados aqui e em Brasília sendo fundamentais para a formação de eventuais alianças (ou a quebra delas).

Último capítulo

Uma das grandes novelas da política municipal, que é o destino do PV, pode estar chegando ao fim. Isso porque Koiti Takaki, que seria o presidente da legenda, desistiu da empreitada e está de malas prontas para o PSB que, recentemente, recebeu a ex-senadora Marina Silva em seus quadros na mais comentada mudança partidária deste período pré-eleitoral. Com isso, o comando verde na cidade deve ficar com a ex-secretária de educação Rosi Ribeiro de Marco que, com isso, se habilita inclusive a tentar disputar o Paço em 2016. Resta saber se o PV, que hoje conta com dois vereadores, irá manter o gás até lá…

Compartilhe