Além do Mais

Meias Verdades

Saber se uma informação deve ser divulgada ou não é um desafio diário dos profissionais que atuam no jornalismo e é uma decisão que deve ser bem pensada, pois, dependendo do que acontecer, pode-se até mesmo jogar a carreira no lixo, afinal liberdade de expressão não combina com falta de ética ou desrespeito. Por isso, uma boa matéria nunca é baseada em fofocas, ou em meias verdades.

Meias Verdades II

Recentemente, após uma troca de farpas entre uma vereadora e uma jornalista, outros colegas acabaram por generalizar, tecendo críticas a toda a imprensa. É importante ressaltar que informar, mais do que reportar fatos, é fazer as pessoas pensarem sobre a sociedade, sobre a cidade. Por isso, vale a pena sempre ler nas entrelinhas. Pensar que, por conta de uma pessoa o trabalho de todos é ruim é apostar em uma mentira – ou meia-verdade.

Ponteiro mais longo

Uma reclamação recorrente em relação as sessões da Câmara Municipal de Ribeirão Pires é quanto a falta de pontualidade. Entre os habitués das sessões, já está sendo classificada, em tom de brincadeira, como “tradicional”. A questão principal é que isso tem tirado as pessoas do sério. Já que copiar o que é bom não é feio, que tal imitar os britânicos? Atraso não é chique é falta de educação. Quem sabe com a inauguração do “relógio suíço” do Paço isso não mude, hein?

Desinformação

A função principal de um Website é informar. Entretanto, o novo site da Câmara, no ar após semanas de ausência, faz exatamente o contrário. Feito por uma empresa de Piracicaba, a página é uma verdadeira coleção de “bugs” (vulgos erros de programação), sem contar que a parte visual, para dizer o mínimo, está bem mal-acabada. Ao que parece, quem o construiu não é lá muito chegado ao capricho. Vale lembrar que há várias empresas na cidade que poderiam fazer um serviço muito melhor…

Olho no professor!

Grata surpresa nas últimas eleições, o ex-candidato a vereador Professor Amaury teve seu passe bem valorizado a ponto de ter recebido diversos convites. Informações de bastidores dão conta de ao menos três boas propostas com perspectiva de crescimento em sua mesa. Há até mesmo quem banque seu nome como candidato a Deputado Estadual em uma dobradinha com um “figurão” da política estadual. De fato é um nome forte, que possui bom trânsito no eleitorado. Será que teremos uma novidade na Assembleia Legislativa?

Compartilhe