Além do Mais

Aula de etiqueta

Como se sabe, em alguns momentos, não se deve atender o celular. Assim, como no cinema e teatro, falar no rádio em plena leitura dos requerimentos da Câmara atrapalha – e muito – a compreensão de todos, seja plateia ou até mesmo os colegas de bancada, que precisam saber o que estão votando.

Aula de etiqueta II

Para ser ouvido, e expor a todos os fatos que interessam aos munícipes é necessário silêncio na Câmara Municipal. Atrapalhar opinando, fora de hora não ajuda em nada. É falta de respeito. Liberdade de expressão é uma coisas e falta de educação é outra completamente diferente – e incômoda.

Aula de etiqueta III

Participar de forma ativa de uma discussão, não necessariamente dá o direito de fazer piadas para descontrair o ambiente. Na verdade incomodada e tira a concentração de todos. Pode-se concluir que, falar alto e fazer gracinhas como piadas fora de hora, (ainda que seja a respeito do tema abordado, como por exemplo, gritar de forma irônica Não acredito! Ou Jura!) não combinam, com a seriedade que é uma sessão da Câmara Municipal.

Amiúde

O coro dos descontentes com o governo Saulo que, antigamente era restrito a conversas quase que às escondidas, começa a ganhar volume. Muitos, que esperavam uma mudança de imediato, já cobram a demora para que ações de vulto aconteçam. É fato que as dívidas e alguns problemas pendentes estão “travando” a gestão mas a população quer ver a mudança acontecer e, ao que parece, vai ter menos paciência que o esperado e quem antes comentava amiúde hoje já gasta as cordas vocais…

E os concursados?

O tempo passa e a questão dos concursados cuja contratação foi questionada pelo Tribunal de Contas do Estado segue em aberto, sem que tenha sido tomada uma posição final. Enquanto os afetados vivem em um clima de incerteza, sem saber se vão ou se ficam, muitos afirmam que a solução seria simples: exonerá-los e recontratá-los em dois atos administrativos sequenciais. Mas, mesmo para isso, seria preciso dinheiro para pagar direitos trabalhistas. E dinheiro é uma coisa que anda em falta…

Compartilhe