Além do Mais

Muita coincidência

Na última sessão da Câmara, por ocasião da chamada para votação nominal, uma pessoa da platéia chamou a atenção para os dois “Zés” vereadores. Dois “Zés” não é demais já que José é um nome muito comum no Brasil mais dois Josés Nelson é muito: José Nelson de Barros e José Nelson da Paixão.

Zé Brabo

E por falar em Zé, o Barros, chamou da tribuna um cidadão para tirar a diferença no braço após ser ofendido pelo dito cujo que, por sinal, é especialista em provocar constrangimentos em sessões da câmara. Felizmente, os ânimos foram acalmados e a sessão prosseguiu normalmente.

A velocidade terrível da queda…

Chegou a nossa redação a informação de que um dos mais importantes assessores de gabinete do governo Saulo, Valmir Copina, estaria de saída do governo após uma queda dolorida e imprevista causada por um mal entendido relacionado a uma das últimas ações da Prefeitura. Entretanto, desta vez, a informação do nosso agente da SIA (Serviço de Informações Anônimas) não se confirmou, com direito a uma veemente negativa.

…só que não

Mas, como onde há fumaça há fogo, ele jura de pés juntos que é questão de dias (ou horas) para isso acontecer já que, como diria um personagem conhecido, por trás da neblina há muita coisa acontecendo. Dizem por aí que ele, na verdade, não seria “defenestrado”, mas que subiria de cargo rumo a uma cobiçada pasta da Administração, cujo titular se licenciaria para agregar mais uma legenda ao leque de apoiadores da Gestão Saulo. É esperar para ver.

Mexendo no tabuleiro

Ainda sobre o assunto queda, um passarinho de livre trânsito aposta que uma reforma de secretariado está no forno e que, desta feita, cabeças estão a caminho da guilhotina. O motivo? Muita “falação” e pouca ação. A notícia faz com que os porões da “rádio peão política” fervilhem, já que esse fato poderia atrasar ainda mais a tão esperada Reforma Administrativa. Ê pedreiro demorado, sô!

Compartilhe