Além do Mais…

Faltou a aula I

O clima no debate entre os prefeituráveis e as militantes do movimento feminino de Ribeirão Pires esquentou e, por pouco, não virou um incêndio. Ao cobrar a instalação da DDM na cidade, a advogada Sonia Garcia afirmou que ela não aconteceu por “falta de vontade política dos governos da cidade”. O candidato a prefeito Dedé da Folha então pediu um aparte, alegando ter se sentido ofendido por ser membro do atual governo.

 

Faltou a aula II

Ao retrucar a fala da advogada, afirmando que ela teria entrado no mérito por ser candidata a vereadora (o que, na verdade não é), o atual vice-prefeito afirmou a postulante apoiada pela mesma não sabia o que estava falando e não deveria ter deixado o recinto antes do fechamento da discussão. A questão ficou tão delicada que ele até soltou um “se quiser que eu vá embora, é só falar”. Pelo visto, o rapaz não aprendeu com Clóvis Volpi sobre o que fazer ao receber críticas…

 

Saiu do armário

Aliás, no novo material de campanha, Dedé da Folha assumiu de vez a posição de candidato governista e “pegou carona” em feitos recentes da gestão Volpi. No folheto “Nossas Conquistas”, ele apresenta asfalto, fotos de obras, mais asfalto, o Festival do Chocolate, um pouco mais de asfalto e promessas de continuidade. A piada entre funcionários da Prefeitura é que, se tudo continuar como está, o São Lucas pode até ficar sem remédios, mas pelo menos a entrada vai ter asfalto…

 

Como de costume…

Que a situação da Câmara Municipal aprovar por unanimidade todos os projetos sem qualquer discussão já ter virado piada antiga não é nenhuma novidade. Mas saber que os vereadores conseguem inovar a forma de dizer “amém” é de assustar. Nesta semana, um vereador chegou atrasados na sessão, precisamente na hora da votação do único tema da Ordem do Dia. Como estava cumprimentando os colegas, sequer ouviu seu nome ser chamado para a votação, porém isso não impediu com que a proposta seguisse adiante.

 

… dizemos amém

O fato de não ter escutado a voz do secretário convocando-o para a votação não impediu com que o tal vereador aprovasse o projeto. Na hora em que seu nome foi citado, percebendo que seu colega não respondera, outro vereador disparou: “Fulano é favorável”! E a sessão seguiu-se sem qualquer incômodo ou preocupação. É meus amigos, na Casa de Leis, “fala quem quer, diz amém quem tem juízo”. Será mesmo?

 

Andando de 0Km

Tem pessoas que preferem perder a amizade do que a piada, e foi isso o que aconteceu após a última sessão da Câmara. Em um requerimento, o vereador João Lessa pede à Prefeitura que providencie a aquisição de um novo veículo funerário para o Velório Municipal. Após a sessão, um amigo sem noção disparou: “É João, tá querendo andar de carro 0km, né!” Demorou um pouco para o edil entender, mas a piada só agradou mesmo aquele que a formulou.

 

 

 

Compartilhe