Além do Mais…

“Sabonetina” I

A ideia da ACIARP em promover um encontro entre presidenciáveis e comerciantes foi muito boa, mas… o que tinha tudo para dar certo levou um ar de descrédito. Tudo por conta do público presente que foi formado, em sua maioria, por funcionários públicos comissionados, candidatos a vereador do grupo governista e apenas meia dúzia de reais comerciantes associados.

“Sabonetina” II

Com uma plateia tão seleta, na hora em que o candidato teve que responder as perguntas do público, pairou uma leve suspeita sobre a “tendenciosidade” de tais perguntas. Um funcionário público conhecido por ser candidato, e por sinal uma das grandes apostas do grupo, lançou uma pergunta que colocou Dedé em uma zona de conforto. O evento pareceu ser treinado para perguntar somente o que o “rei” tinha condições (ou memória) de responder.

Eu disse não!

Nosso agente da SIA (Serviço de Informações Anônimas) flagrou um momento de descontração entre vereadores que revelou-se um exemplo de como as coisas andam na Câmara. Um vereador prestou homenagens a alguns ilustres falecidos. Outro edil que não havia tido a mesma ideia pediu para assinar o requerimento junto com o “pai da criança” no que recebeu um audível NÃO e uma carranca como resposta. Claro que logo em seguida um dos fulanos sorriu e disse sim, mas o outro se assustou e por um segundo sentiu um gelo no coração.

Onda Rosa no alvo

Quanto mais a Onda Rosa de Mercedes D’Orto “investe” em criatividade para conseguir conquistar os últimos votos disponíveis nessa reta final de campanha, mais seus rivais políticos trabalham para tentar barrar a inundação de propaganda da moça. Nesta semana, assim que o novo brinquedo da candidata (uma carreta) estacionou em Ouro Fino, membros de um nanopartido entrou com representação contra a “Penélope”, mas infelizmente, desta vez, não havia nada de ilegal em fazer uma “é de carreta que eu vou”.

Ressur“Gil”

Um candidato que estava sumido e que voltou a aparecer na política local é Gil Hamada. Como se tivesse nascido novamente, o candidato do PPS tenta, com boas perspectivas, manter sua candidatura. Um fator positivo é seu novo discurso que, por sinal, está muito difícil de não acreditar dada a grande sinceridade com que o caçula Hamada tem apresentado suas propostas.

Compartilhe