Além do Mais – 08/12/2016

Carro na frente dos bois

No calor do momento pós anúncio do STF, houve quem se apressasse a lançar pré-candidatura a prefeito antevendo uma nova eleição. Chegou a nossa redação a informação de que ao menos quatro políticos da cidade que foram derrotados na eleição para vereador já estão se movimentando para lançar seus nomes caso necessário. Todavia, se “esqueceram” de um detalhe: ninguém avisou os presidentes de partido que são quem, de fato, tomam esse tipo de decisão.

E o Zé?

Vale ressaltar que, caso as cadeiras de prefeito e vice ficassem vagas desde o primeiro dia do mandato, vale o disposto no artigo 45 da Lei Orgânica do Município: “Em caso de impedimento do Prefeito e do Vice-Prefeito ou vacância dos respectivos cargos, assumirá o Presidente da Câmara, que completará o período se as vagas ocorrerem na segunda metade do mandato. Se as vagas ocorrerem na primeira metade do mandato, far-se-á eleição direta, na forma de legislação eleitoral, completando os eleitos o período dos seus antecessores”. Onde Zé Nelson (PMDB) entra nessa história? Sua reeleição para presidência da Câmara está sendo cogitada. Logo, caso isso ocorra, uma improvável dupla vacância o alçaria ao cargo de prefeito.

Para que facilitar?

O advento da informática veio (teoricamente) para facilitar a vida dos indivíduos nas empresas e no governo. Suas múltiplas aplicações têm permitido verdadeiros milagres, da arquitetura à medicina, e a facilidade de se produzir imagens e textos transformou nossa sociedade. Porém, quando usada com maus propósitos, em especial na área da comunicação, acaba por inverter os papeis: ao invés de informar, ao invés de comunicar tumultua.

Se podemos complicar?

Essa semana correu uma boataria desenfreada nas redes sociais, transmitindo e replicando informações sem a menor preocupação com a verdade dos fatos aludidos. Desde “Kiko cassado”, passando por “novas eleições” e até “Dedé vai assumir”. Como pode? Deve haver um propósito, especialmente por parte daqueles que, de alguma forma, esperam por algum benefício desta confusão. E o povão? Como sempre fica como bobo a mercê dessas figuras que deveriam se envergonhar do papel que estão representando.

Em 7 dias

Enquanto a boataria corria solta na última terça-feira, presidentes de partidos e candidatos eleitos na última eleição recebiam ofício convidando-os para a diplomação dos eleitos que se realizará na próxima quinta-feira (15), as 14h, no Centro Cultural (antigo Hotel-Escola), que fica na Rua Diamantino de Oliveira, 220. Presença confirmada dos vereadores eleitos e também do prefeito eleito, Kiko Teixeira e seu vice, Gabriel Eid Roncon.

 

Compartilhe