Além do Mais – 24/10/2013

Esse lugar é meu

Em uma briga digna dos recreios escolares, alguns vereadores entraram em forte discussão na sessão de ontem. O motivo? Vagas de estacionamento. Segundo alguns edis, há assessores ocupando vagas no estacionamento dos vereadores e isso tem causado alguns transtornos. Quem mais reclamou foi o aniversariante do dia, Silvino Castro (PRB) que ficou com seu veículo “encurralado”.

Esse lugar é meu II

Sem papas na língua, o vereador ainda “atacou” alguns colegas que, segundo ele, “não sabem nem estacionar”, e sugeriu ao vereador Jorginho da Auto Escola (DEM), que é professor de direção, para que desse aulas particulares a eles. Sobrou até para o carro de outro edil que por conta do tamanho, foi chamado por ele de “navio”, já que ocupa duas vagas.

Bate e volta

A discussão, aliás, ficou ainda mais acirrada após o vereador se declarar indignado com os assessores dos seus amigos. O vereador Rubão (PMDB) também colocou os pratos na mesa, ao afirmar que entre os assessores que estacionam em local errado estava o do próprio Silvino. Sem defesa, meio sem graça, ele acabou não dando seguimento à discussão, ainda mais porque Renato Foresto (PT), vendo o clima “Casos de Família” que tomou conta da Casa de Leis, sugeriu que o caso fosse tratado internamente, pois todos “são bem grandinhos” para esse tipo de discussão…

Verdes em extinção

A novela PV, que se arrastou por meses, teve o chamado “desfecho trágico” ontem, com a perda de toda a bancada do partido de uma vez só, já que Eduardo Nogueira e Gê do Aliança, os dois representantes da legenda na cidade, migraram rumo ao SDD. Mais do isso, o fato praticamente eliminou o PV na cidade. Se fosse no Xadrez, mesmo de forma indireta, isso poderia ser classificado como um “xeque” de Saulo Benevides sobre Clóvis Volpi, seu antecessor já que, mesmo no PTB, ele ainda tem influência em sua antiga legenda.

Ele também foi…

Além dos dois, outro a mudar de casa foi o líder de governo Hércules Giarola, que trocou o PR pelo PROS. Todas essas mudanças, somadas, foram boas para o Governo Saulo, que ficou com o PT como último foco de oposição. Ou quase isso.

…mas e o Zé?

Quase isso porque quase migrou de legenda foi o vereador Zé Nelson. Insatisfeito pelo fato de o PSD não querer fazer parte do governo, já que busca mais espaço na administração, estava com tudo certo para acompanhar Eduardo e Gê no SDD. Aos 45 do segundo tempo, o ex-vereador Gerson Constantino, que é da executiva estadual, convenceu o colega a ficar onde está. Ao menos por enquanto.

Compartilhe